quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

V TROFÉU ORI-ALENTEJO: MAIS IMPRESSÕES




Com pedido de publicação, recebemos de Nuno Evangelista, elemento da Secção de Orientação da Associação 20 km de Almeirim, um conjunto de reacções dos atletas austríacos presentes em Almeirim, no passado domingo. Foram eles os grandes dominadores da segunda etapa do V Troféu Ori-Alentejo e aqui ficam as suas reacções.


Gostei muito de correr esta prova de Distância Longa com partida em massa que se disputou em Almeirim. Com todos os escalões a partir ao mesmo tempo, foi possível vermos os corredores a entrar na floresta “em massa” para controlar os seus primeiros pontos. O terrreno, na sua maior parte, era semi-aberto com excelente visibilidade, relevo moderado e um grande número de caminhos, com algumas zonas de mais difícil progressão devido à vegetação rasteira. Durante a prova os corredores enfrentaram uma combinação de ‘loops’, reduzindo o risco de ‘colagem’ ao mínimo. Foi uma bela prova num bom mapa, tendo como ponto negativo apenas o mau, chuvoso, tempo.

Markus Lang (HSV Pinkafeld)


Estava realmente muito ansioso antes da partida, devido ao facto de não saber muito bem como a dispersão dos atletas iria correr e quão fortes eram os meus adversários. O facto da manhã estar chuvosa não me incomodou por aí além, uma vez que a temperatura era agradável se a compararmos com aquilo que acontece na Áustria nesta altura do ano. Para os dois primeiros controlos optei por ir devagar, tendo assim o tempo suficiente para planear o resto da prova e perceber como funcionavam os percursos. O terreno apresentava bastante desnível mas era de fácil progressão e ataquei a maior parte dos controlos a azimute. Após o primeiro ‘loop’, avistei um conjunto de atletas 200 metros mais à frente pelo que acelerei um pouco e foi possível apanhar o grupo. O segundo ‘loop’ correu muito bem e vi-me no segundo lugar com apenas um par de pontos para controlar o ‘finish’. Fiz então uma opção diferente da do atleta que seguia na frente e forcei o ritmo, cheguei à liderança no penúltimo controlo e consegui segurá-la até ao fim da prova.

Helmut Gremmel (HSV Pinkafeld)


Permanecemos em Portugal durante praticamente duas semanas e esta prova de Distância Longa com partida em massa do passado domingo foi muito divertida e correspondeu a uma bela variação no nossos treinos. Os “comboios” foram evitados graças a cinco diferentes combinações (‘loops’), de tal forma que os atletas podiam agrupar-se por vezes mas eram obrigados a uma boa Orientação em si mesma. As áreas com vegetação rasteira, uma vasta rede de caminhos e o relevo implicavam um bom número de opções. Durante toda a prova, tanto a visibilidade como a progressão eram muito boas. Gostei do (chuvoso) dia, que terminou com um Sprint em Coruche. Dois treinos no sábado, em Coruche e na Lamarosa, completaram um excelente fim-de-semana.

Christian Wartbichler (ASKÖ Henndorf)


Gostei muito da prova, a partida em massa de todos os escalões foi óptima, nós não temos isto na Áustria. O sistema de dispersão revelou-se eficaz, embora julgue que as linhas se cruzavam em demasia. Não gostei desse particular, era confuso e dificultava a leitura do mapa. Gostaria mais que os ‘loops’ acontecessem em diferentes zonas do mapa. Em termos pessoais, a corrida foi talvez um bocadinho longa, mas constituiu um belo desafio. Consegui acompanhar o grupo da frente até ao final do primeiro ‘loop’, mas depois os meus adversários foram mais rápidos.

Philipp Schiel (OLC Wienerwald)


Mais informações sobre o V Troféu Ori-Alentejo em http://orialentejo.webnode.pt/.

[Mapa da Barragem dos Gagos gentilmente cedido por Nuno Evangelista]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

Sem comentários: